Exercícios fisioterápicos no trabalho de parto

     O momento mais temido pela maioria das gestantes é o parto, muitas se questionam de se vão conseguir suportar as dores das contrações ou se até mesmo vai demorar todo o processo. Confesso a vocês que o trabalho de parto não é um bicho de sete cabeças, é um processo que podemos passar com tranquilidade muitas vezes e com segurança. A dor é inevitável, mas o quanto ela vai doer e o quanto o trabalho de parto vai durar só depende da parturiente! Tudo isso pode ser mudado quando a gestante se prepara durante a gestação ou apenas semanas antes da data prevista de parto com exercícios fisioterápicos, exercícios esses que também podem ser feitos na hora do trabalho de parto para acelerar o processo e muitas vezes aliviar a intensidade das contrações, deixando-a mais confortável.
     Vi recentemente uma matéria da Folha de São Paulo, e resolvi compartilhar aqui com vocês a matéria, ela está bem explicativa e ajuda a entender esse processo.


"Praticar exercícios fisioterápicos durante o parto aumenta a tolerância à dor, reduz o uso de fármacos e diminui o tempo até o nascimento do bebê, conclui um estudo feito no Hospital Universitário da USP. Entre as grávidas que fizeram as atividades, o índice de cesarianas ficou em 11%. A média, na instituição, é de 20%.

No SUS, a taxa de cesáreas é de 28% e na rede privada e suplementar chega a 90%. A OMS (Organização Mundial da Saúde) recomenda que o índice seja de, no máximo, 15%.
Na pesquisa, foram avaliadas 132 gestantes do primeiro filho, com gravidez a termo: 70 foram acompanhadas por fisioterapeuta e fizeram os exercícios preconizados no trabalho de parto e outras 62 tiveram acompanhamento obstétrico normal, sem os exercícios. As gestantes do estudo foram orientadas a ficar em várias posições, fazer movimentos articulares e pélvicos, relaxamento do períneo e coordenação do diafragma.
A fisioterapeuta Eliane Bio, autora do estudo, diz que, além da redução do número de cesáreas, os exercícios diminuíram a dor e a duração do trabalho de parto -de 11 para 5 horas. “Nenhuma parturiente do nosso grupo precisou de analgésico.” No grupo controle, 62% usaram drogas de analgesia.
No Brasil, exercícios no trabalho de parto estão restritos aos poucos centros médicos que incentivam o parto normal, mas, em países como a Inglaterra e a Alemanha, vigoram há mais de 40 anos. Na França, toda grávida é orientada a fazer ao menos 12 consultas com o fisioterapeuta no pré-natal.
Segundo Bio, os exercícios remetem à livre movimentação que, no passado, a mulher tinha em casa durante o parto. “Temos que estimular as habilidades do corpo da mulher para o parto, prevenindo traumas no períneo, levando a uma vivência menos dolorosa, resgatando a poesia do nascimento.”
Segundo ela, os procedimentos fisioterápicos preconizam a participação da mulher em todo o processo de parto, com a livre escolha de posições durante as contrações.
O obstetra Artur Dzik, diretor da Sociedade Brasileira de Reprodução Humana, diz que o estudo é benfeito (prospectivo, randomizado e com um número significativo de voluntárias). “Tudo o que estimula responsavelmente o parto normal é bem-vindo num país com altíssima incidência de cesárea.”
Para ele, o ponto principal do trabalho foi ter mostrado que o acompanhamento fisioterápico retarda a necessidade de analgesia, diminuindo o tempo do trabalho de parto.
Na opinião de Renato Kalil, ginecologista e obstetra da Maternidade São Luiz, o mérito do trabalho de Bio é ter “colocado no papel” a eficácia dos exercícios. “Minhas pacientes fazem isso há 22 anos, mas ainda são exceções. Na maioria dos hospitais, a grávida fica deitada esperando a hora da cesárea.”
Ele pondera que o trabalho não consegue demonstrar de que forma ocorre o relaxamento provocado pelos exercícios. “Um médico adepto da cesárea diria que seria preciso medir os impulsos elétricos do músculo para comprovar o relaxamento. Mas, na prática, sabemos que a movimentação funciona.”

     Hoje em dia, na maioria das maternidades tem um fisioterapeuta a disposição das gestantes, e quando não há, nada te impede de você se movimentar e se colocar na posição que mais te deixa confortável, basta você ir se preparando antes do parto e assim você saberá como agir.
Compartilhe no Google Plus
Ramonnielly Morais, Aquariana, graduanda em Publicidade, blogger, social media, mãe da pequena Júllia, apaixonada por praia, sombra, chocolate, música e moda. Através da maternidade descobri a melhor forma de amar e educar, e busco a cada dia lutar contra a violência infantil e viver a vida familiar da forma mais leve e amorosa possível.
Ramonnielly Morais

Aquariana, graduanda em Publicidade, blogger, social media, mãe da pequena Júllia, apaixonada por praia, sombra, chocolate, música e moda. Através da maternidade descobri a melhor forma de amar e educar, e busco a cada dia lutar contra a violência infantil e viver a vida familiar da forma mais leve e amorosa possível.

Cadastre-se e receba nossos artigos por e-mail!

17 comentários:

  1. Muito boas as dicas amiga!
    Acredito que no paerto normal ele é de grande ajuda mesmo!
    Beijinhos e Sucesso flor!
    http://dulcineiadesa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Eu fiz esses exercícios e vou falar, ajudou demais mesmo!
    Principalmente exercícios de respiração, são ótimos!
    Parabéns por compartilhar essa matéria, muito legal!

    www.pipocasemaquarela.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verônica, eu também aderi aos exercícios e ate caminhei de casa para a maternidade quando estava com contrações! Com certeza eles ajudam mesmo, eu para primeiro filho, meu parto foi bem rápido e tranquilo :)

      Excluir
  3. Olá.

    Adorei o seu post e temos mesmo que incentivar o parto normal.

    bjs, Pri
    Mãe Sem Frescura
    www.maesemfrescura.net

    ResponderExcluir
  4. Muito bom ! Eu fiz yoga na gestacao e caminhadas. Ajudou muito.
    Bjos

    ResponderExcluir
  5. Realmente exercícios são ótimos pra tudo. Adorei as dicas e informações.
    Beijos
    Adri

    ResponderExcluir
  6. Que ótima dica, eu não sabia sobre esses exercícios.

    Bjs
    www.soumae.org

    ResponderExcluir
  7. Ótimo post, eu não fiz esses exercícios na minha gravidez mas caminhava bastante!
    Adorei as dicas!
    Beijos
    http://oxentemainhaa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Dicas super importantes.
    Fiz muitos exercícios e mesmo assim duas cesárias.
    Bju

    ResponderExcluir
  9. Isso ajuda muito mesmo, meu medico pediu pra mim fazer depois dos 3 meses.

    Beijos
    Geri Ferreira
    www.encantodemeninablog.com

    ResponderExcluir
  10. Super dica amiga, não conhecia esses exercícios todos
    bom saber, bjs

    ResponderExcluir
  11. Excelente post.. Não conhecia esses exercicios!!

    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Muito informativo, adorei a postagem

    beijos

    ResponderExcluir
  13. Muita dica bacana!!!
    bjcas
    http://estou-crescendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Isso é tudo de bom!!! Sem contar que é extremamente relaxante... Adorei.

    ResponderExcluir