Introdução alimentar - Método BLW



Para as mamães que estão começando a introdução alimentar, ou ainda vão iniciar, trago para vocês o método BLW( Baby Led Weaning ) criado por Gill Rapley, um método que conquistou americanos e europeus, indicado para bebês à partir dos 6 meses, pois ele já tem controle da cabeça, consegue sentar e já observa tudo a sua volta.

Como a aleitamento materno é indicado até os 6 meses e eu também incentivo bastante o aleitamento materno, sendo alimento exclusivo e em livre demanda para o bebê, só após esse período as mamães costumam preparar as famosas papinhas, que são feitas com vários alimentos misturados. Porém, recentemente as famílias brasileiras também tem apostado no método BLW, método simples e prático, que consiste em o bebê se alimentar em uma espécie de "self-service", com o apoio de um adulto. Os alimentos, inicialmente frutas e legumes, são colocados em pedaços que dê para o bebê segurar, em cima da bandeja do cadeirão em que o bebê vai ficar acomodado, sem prato e colheres, e assim o bebê será estimulado a sentir, cheirar e saborear um alimento por vez, fazendo com que ele possa sentir diversos sabores e seja incentivado a comer sozinho mais cedo e com a família.

Um dos motivos de alguns pais temerem esse método, é o medo de um possível engasgamento, porém o bebê pode se engasgar com qualquer alimento, seja ele leite materno, papinha, suco, alimentos sólidos...por isso a recomendação é nunca deixá-lo comendo sozinho, sempre com a supervisão de um adulto. Com o que o bebê começa a aprender a mastigas os alimentos com a gengiva  e engoli-los, ele aprende como se come mais eficientemente e o risco de engasgos diminui.

Há relatos de mães que aplicaram o método BLW e amaram o resultado, pois com ele o bebê fica mais livre, relaxado e independente,pois assim come os alimentos que gosta mais e na medida certa, ele não vai comer nem mais e nem menos do que ele deve. Com o tempo outros alimentos das frutas e legumes podem ser inseridos no cardápio, até o bebê por volta dos 12 meses, poderá comer quase os mesmos alimentos que a família come durante as refeições.

Uma indicação muito importante é que deve-se evitar oferecer leite artificial após as refeições, pois o cálcio contido nesses leites interfere na absorção do ferro que contém na comida.


Veja abaixo um guia rápido para entender o método BLW.




Então mamães, alguma de vocês já aplicou o método com os filhos? Qual foi o resultado?
Compartilhe no Google Plus
Ramonnielly Morais, Aquariana, graduanda em Publicidade, blogger, social media, mãe da pequena Júllia, apaixonada por praia, sombra, chocolate, música e moda. Através da maternidade descobri a melhor forma de amar e educar, e busco a cada dia lutar contra a violência infantil e viver a vida familiar da forma mais leve e amorosa possível.
Ramonnielly Morais

Aquariana, graduanda em Publicidade, blogger, social media, mãe da pequena Júllia, apaixonada por praia, sombra, chocolate, música e moda. Através da maternidade descobri a melhor forma de amar e educar, e busco a cada dia lutar contra a violência infantil e viver a vida familiar da forma mais leve e amorosa possível.

Cadastre-se e receba nossos artigos por e-mail!

12 comentários:

  1. Não conhecia o método, achei super interessante, mais não sei se adotaria o método quando o bebê estivesse com 6 meses, talvez com um pouco mais de tempo.
    Bjs
    http://soumaedecinco.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Que bacana, eu já fazia isso, só não sabia que isso já tinha um nome kkkkk
    Nunca gostei de dar somente alimento em forma de papinha para a Lara e queria justamente incentivar ela a ser mais independente e conhecer vários sabores, e fiz exatamente isso, há 5 anos atrás kkkkk pegava um prato raso e colocava cenouras, batatas, abobrinhas, mandioquinhas e aboboras em pequenos cubinhos previamente cozidos e mornos e deixava a disposição dela, era uma farra, as vezes a comida fica pela cozinha toda, mas com o tempo ela foi aprendendo e conforme ela cresceu eu fui ensinando a utilizar a colher.
    Adorei seu post!!!
    beijos

    ResponderExcluir
  3. Querida, eu sempre fiz isso mas não sabia que eu já participava de um método hahaha.
    Gostei de saber para ser sincera. Tenho várias fotos da Ingrid comendo sozinha, me divirto vendo
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Nossa, não sabia que isso se chamava assim, a gente faz sem saber né?E ótimo post porque aprendi uma coisa que não sabia: dar leite depois de comer, minha filha sempre faz isso a noite depois de jantar, ela pede leite pra dormir...ótimo saber que não pode.
    bjs

    ResponderExcluir
  5. Oi querida, que blog lindo! Não conhecia... =D

    Olha, sobre o método tb não conhecia...rsrs é bem interessante, mas com bastante cuidado. Penso que pras mamães que ficam maior tempo em casa e podem possibilitar esse momento de exploração, bem legal... não seria meu caso, as papinhas convencionais são mais práticas, sem dúvida.

    Bjão.

    ResponderExcluir
  6. Nossa esse método é bem diferente.
    bjcas
    http://estou-crescendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Já conhecia, mas não sou adepta. Claro que deixar a criança segurar é um grande estimulador do apetite e da coordenação motora, mas não faria somente assim.

    beijos

    ResponderExcluir
  8. Da próxima vez vou tentar, deixa a criança mais independente. Gostei
    bjus

    http://geriencantodemenina.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Não conhecia o método, mas não usaria logo na introdução alimentar,pois tem os beneficios mas também corre alguns risco! Mas se informar é tudo! Gostei do post! Bjos
    Tatty Nunes - Mãe de Primeira Viagem

    ResponderExcluir
  10. Já conhecia, mas não sabia o nome.
    Fiz isso pocas vezes, não explorei tanto essa parte, mas acho bem bacana fazer com alguns alimentos, frutas...
    Bjs
    Ju.
    Mãe Sem Fronteiras.
    Estou te seguindo, passa lá no meu cantinho também. Bjs,

    ResponderExcluir
  11. Não conhecia esse método mais achei bem interessante.

    Beijos,bom domingo.

    ResponderExcluir
  12. Que legal .. não conhecia .. super interessante!

    Roberta Aquino
    Diário de uma Princesa

    ResponderExcluir