Citomegalovírus na gestação


     Poucas são as pessoas que tem conhecimento sobre o citomegalovírus, que é um vírus como o da herpes, que pode ficar inativo por muito tempo no organismo, e raramente pode vir a ter uma infecção. Os sintomas do vírus geralmente são febre, ínguas e dor de garganta, o que pode ser confundido com mononucleose.

     O CMV só pode ser detectado através de exame de sangue, o que leva a poucas das muitas pessoas que o possui, saber que tem o vírus. Ele pode ser adquirido com muita facilidade, através da saliva, relação sexual, urina, sêmen, sangue, lágrimas, secreção e leite materno de uma pessoa infectada. O grande problema do vírus está quando a gestante é infectada durante a gravidez, podendo desenvolver sérios problemas ao bebê durante o desenvolvimento fetal e em outros casos problemas como perda auditiva do bebê que nasce o vírus, vindo a ter esse sintomas só mais tarde. Estima-se que 1% dos bebês nascem com o vírus, e muito deles não apresentam sintoma ao nascer, e nem apresentam nenhum problema durante a vida, já outros podem nascer com problemas recorrentes do vírus ou desenvolver algum problema só mais tarde.

     O que acontece, é que quando o vírus é adquirido bem antes da gravidez, o organismo vai conseguir produzir anticorpos, e assim na gestação mesmo que o bebê seja contaminado, os anticorpos da mãe serão passados para ele, o que evitará problemas mais graves, muitas vezes esses bebês nem apresentam sintomas ou problemas recorrentes do CMV. Em outros casos, quando o vírus é adquirido na gravidez, mais gravemente no primeiro trimestre, o risco do bebês desenvolver sérios problemas é altíssimo, os problemas podem ser: anormalidade no sistema nervoso, limitação no crescimento, tamanho reduzido da cabeça, fígado e baço aumentados, icterícia e pequenas vermelhidão na pele causada por sangramentos subcutâneos. Alguns bebês que desenvolvem esses problemas, em casos graves chegam a óbito.

     Os exames de sangue para ter uma precisão de quando adquiriu o CMV devem ser feitos logo no inicio da gravidez, assim o médico poderá descartar futuros problemas. Pouco se pode fazer para evitar a contaminação do vírus, podendo apenas ter cuidados básicos de higiene. Quando a gestante o possui, o médico deve acompanhar mais de perto a gestação com ultrassons para observar de perto se o bebê está tendo um desenvolvimento.

     Portanto, o Citomegalovírus infelizmente existe, e eu tive, descobri tarde, então não tive como saber quando adquiri, o que me deixou bem aflita boa parte da gestação, porém minha bebê nasceu cheia de saúde e está bem. O que pode tranquilizar muitas mães, é que não é tão corriqueiro os bebês nascerem com problemas graves causados pelo vírus!
     Alguma mamãe conhecia esse vírus e sabe se o possui?

Compartilhe no Google Plus
Ramonnielly Morais, Aquariana, graduanda em Publicidade, blogger, social media, mãe da pequena Júllia, apaixonada por praia, sombra, chocolate, música e moda. Através da maternidade descobri a melhor forma de amar e educar, e busco a cada dia lutar contra a violência infantil e viver a vida familiar da forma mais leve e amorosa possível.
Ramonnielly Morais

Aquariana, graduanda em Publicidade, blogger, social media, mãe da pequena Júllia, apaixonada por praia, sombra, chocolate, música e moda. Através da maternidade descobri a melhor forma de amar e educar, e busco a cada dia lutar contra a violência infantil e viver a vida familiar da forma mais leve e amorosa possível.

Cadastre-se e receba nossos artigos por e-mail!

20 comentários:

  1. Informação é tudo, e adorei saber disso, assim posso passar para pessoas que estão ao meu redor...
    Parabéns pelo Blog, tá lindo demais e útil para nós mulheres.

    Beijos
    www.pipocasemaquarela.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, muitos não conhecem esse mal e obrigada! :)

      Excluir
  2. Não conhecia esse virus. Por isso é bom se informar sempre!
    Bjos
    Tatty Nunes - Mãe de Primeira Viagem

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu só vim conhece-lo quando descobri que tinha!

      Excluir
  3. Caramba, não conhecia sobre esse vírus não! Realmente informação é tudo né? Adorei você falar sobre isso, pois ajuda muita gente a conhecer esse tal vírus, assim como eu!
    Beijos
    Jan
    Dedicação de Mãe

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Janis, uma informação faz toda a diferença!

      Excluir
  4. Nossa, eu não sabia disso, gostei de saber para ficar atenta, pois pretendo engravidar novamente.

    Bjs
    www.dicasdagi.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É bom ficar atenta mesmo aos cuidados! :)

      Excluir
  5. eu não conhecia esse vírus
    acho que deveriam nos informar
    mais olha ai eu passei por duas gestações
    e nunca soube de algo tão grave que pode
    até levar o baby a óbito
    ótimo post

    Linda Semana
    beijokas da Nanda

    Mamãe de Duas
    Google+Nanda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para você, ficamos tão desinformadas que quando aparece algo assim nos espantamos!

      Excluir
  6. ótima postagem!
    bjcas
    http://estou-crescendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Não sabia disso tudo, bom se manter informada.

    beijos

    ResponderExcluir
  8. Esse não conhecia o.O
    http://geriencantodemenina.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Não conhecia esse vírus não, qta coisa heim?
    Grande beijo

    ResponderExcluir
  10. A saúde não se pode descuidar mesmo.
    Eu não conhecia esse vírus e como tu disse na postagem, as vezes pode até passar desapercebido.
    Bjinhos.
    http://prosaamiga.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode mesmo, eu fiquei sabendo por ter sempre ficando bem atenta aos exames e querer fazer todos possíveis!

      Excluir
  11. Não conhecia esse vírus, muito bom o post!
    Bjs

    ResponderExcluir
  12. Sei q fiz muitos exames, mas não me lembro desse nome... vou até procurar
    Mt importante o alerta, bjs

    ResponderExcluir
  13. Não conhecia e adorei saber.
    Parabéns pelo post.

    ResponderExcluir