Escolhendo o berço ideal




Escolher o berço ideal para o bebê não é uma tarefa tão fácil quanto imaginamos, pois além da beleza, conforto e praticidade, temos que levar em conta algumas medidas de segurança que devem ser analisadas antes da escolha do modelo. Hoje em dia quando vamos em busca de algum produto para nosso bebê, temos uma imensa variedade para escolher e se apaixonar, porém nem sempre todas essas possibilidades nos oferecem o que procuramos, que é a segurança do pequeno.

     
Quando for escolher o berço ideal procure algo que lhe proporcione praticidade, como berços com rodinhas nos pés, grade móvel, e para pequenos espaços, berço com gaveteiro, cômoda ou trocador acoplado a ele. Os berços que possuírem rodinhas, devem conter travas em duas delas para manter a estabilidade, os que tem grade móvel, deve ser fácil para seu manuseio, porém difícil o suficiente para o bebê não conseguir mexer. A questão de berços com sistema anti-refluxo, não chega a ser tão necessário quando adquirido antes do nascimento, pois caso o bebê tenha o diagnóstico, existem travesseiros e colchões especiais para isso! 

Quanto ao colchão, devemos escolher bem, de que nada adianta um berço maravilhoso e um colchão que faça mal ao bebê. Então recomenda-se a espuma seja de densidade 18 até os 3 anos de idade, é sempre bom verificar se o mesmo não é duro demais ou mole demais. 

Na hora da escolha deve ser analisado também se o berço não contém fios ou farpas de madeira para não machucar o bebê. A reputação do fabricante também deve ser analisada na internet em sites de reclamação para saber qual a qualidade do produto -ao menos faço isso sempre que estou em busca de comprar algo-, e verifique também se o berço contem a etiqueta de segurança do Inmetro.
     
Algumas mães tem dúvida se é confiável pedir a um marceneiro para fabricar o berço de acordo com um modelo especifico. Não há problema desde que a fabricação siga as recomendações de segurança do Inmetro e que a tinta utilizada não seja tóxica, ou seja, livre de chumbo!
     
Além de todos esses cuidados, devemos nos atentar a regulagem do estrado, que alguns berços ainda não possuem, por tanto fique atenta, pois com o que o bebê vai crescendo e começa a se levantar, o estrado deve ser abaixado para evitar acidentes!
     
Evite berços com muitos detalhes como furos, palhas trançadas, que servem como local para acumulo de poeira, o que pode desencadear alergias. Outra questão é quanto aqueles lindos kits de berço que dão todo um charme a decoração do quarto, eles devem ser sempre higienizados para evitar também o acumulo de poeira, e se poder evitar o uso deles melhor ainda, para não correr o risco de sufocamento. Outro item que ajuda a cumular poeira é o mosquiteiro, por isso indica-se o uso de telas contra entrada de mosquitos em janelas. Caso prefira o uso do kit, higienize-o sempre e mantenha-o fixado bem firme no berço para evitar acidentes!
     
Evite também posicionar o berço perto de mobilias e janelas, assim evitará que o bebê se apoie e pule.
     
Abaixo segue uma imagem da internet com as especificações de segurança:


Compartilhe no Google Plus
Ramonnielly Morais, Aquariana, graduanda em Publicidade, blogger, social media, mãe da pequena Júllia, apaixonada por praia, sombra, chocolate, música e moda. Através da maternidade descobri a melhor forma de amar e educar, e busco a cada dia lutar contra a violência infantil e viver a vida familiar da forma mais leve e amorosa possível.
Ramonnielly Morais

Aquariana, graduanda em Publicidade, blogger, social media, mãe da pequena Júllia, apaixonada por praia, sombra, chocolate, música e moda. Através da maternidade descobri a melhor forma de amar e educar, e busco a cada dia lutar contra a violência infantil e viver a vida familiar da forma mais leve e amorosa possível.

Cadastre-se e receba nossos artigos por e-mail!

1 comentários:

  1. Realmente tudo deve ser levado em conta segurança e conforto é fundamental na escolha.

    ResponderExcluir